Erro no banco de dados do WordPress: [Can't create/write to file '/tmp/#sql_6000f_0.MYI' (Errcode: 28)]
SHOW FULL COLUMNS FROM `wp_options`

Erro no banco de dados do WordPress: [Can't create/write to file '/tmp/#sql_6000f_0.MYI' (Errcode: 28)]
SELECT t.*, tt.*, tr.object_id FROM wp_terms AS t INNER JOIN wp_term_taxonomy AS tt ON t.term_id = tt.term_id INNER JOIN wp_term_relationships AS tr ON tr.term_taxonomy_id = tt.term_taxonomy_id WHERE tt.taxonomy IN ('category', 'post_tag', 'post_format') AND tr.object_id IN (4311, 4316, 4323, 4330, 4343, 4348, 4355, 4369, 4372, 4377) ORDER BY t.name ASC

Mais Peruibe http://www.maisperuibe.com.br Notícias e informações sobre a cidade de Peruíbe, São Paulo. Mon, 14 Aug 2017 15:56:57 +0000 pt-BR hourly 1 https://wordpress.org/?v=4.9.1 Ministério Público Federal investiga licença ambiental da Termoelétrica http://www.maisperuibe.com.br/2017/08/ministerio-publico-federal-investiga-licenca-ambiental-da-termoeletrica/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/08/ministerio-publico-federal-investiga-licenca-ambiental-da-termoeletrica/#respond Mon, 14 Aug 2017 15:55:56 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4377 Por Ricardo Gouveia via CBN O Ministério Público Federal investiga a licença ambiental de uma usina termelétrica em Peruíbe, no litoral paulista. Os procuradores começaram a suspeitar do projeto porque o processo está avançando mais rápido do que o normal, sem que a população tenha tempo para discutir ou conhecer o plano. Especialistas afirmam que […]

O post Ministério Público Federal investiga licença ambiental da Termoelétrica apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Por Ricardo Gouveia via CBN

O Ministério Público Federal investiga a licença ambiental de uma usina termelétrica em Peruíbe, no litoral paulista. Os procuradores começaram a suspeitar do projeto porque o processo está avançando mais rápido do que o normal, sem que a população tenha tempo para discutir ou conhecer o plano. Especialistas afirmam que os estudos apresentados pela empresa responsável pela obra omitem informações como os riscos à saúde da população e a degradação do meio ambiente em uma cidade que depende do turismo.

O empreendimento de R$ 5 bilhões é da Gastrading Comercializadora de Energia e prevê, além da construção da usina termelétrica, a construção de um porto offshore, a 10 quilômetros da costa da cidade de Peruíbe, no Litoral Sul de São Paulo. De lá, navios com gás importado forneceriam a matéria-prima para a usina por meio de um gasoduto que passaria pelo mar.

O Ministério Público Federal abriu um inquérito para investigar a construção da usina. O processo de licenciamento ambiental já era investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente, do Ministério Público Estadual.

Especialistas ouvidos pela CBN alegam que o projeto apresentado pela Gastrading omite diversas informações, como os riscos para a saúde da população da região de Peruíbe. Além de problemas respiratórios e até um possível risco no aumento da incidência de câncer, o professor e médico Paulo Saldiva, diretor do Instituto de Estudos Avançados da USP, alerta para outro problema: a usina mudaria a infraestrutura urbana da cidade. Os R$ 5 bilhões investidos pela Gastrading até poderiam gerar empregos, mas exterminariam outros, baseados na vocação turística de Peruíbe.

“Será que isso seria o melhor?”, indaga Saldiva. “Em um sistema que estava vocacionado para o turismo e preservação, talvez fosse importante não uma usina de eletricidade, mas um centro de capacitação para atuar na rede hoteleira e no turismo ecológico. A ideia de que você vai construir uma termelétrica do lado de uma reserva preservada não me parece saudável do ponto de vista da vocação histórica do local.”

A professora Sonia Hess dá aula de gestão ambiental na Universidade Federal de Santa Catarina e elaborou uma parecer próprio sobre os impactos atmosféricos da termelétrica. Ela diz que o estudo de impacto apresentado pela Gastrading não menciona que a operação da usina vai provocar chuva ácida na região de Peruíbe, degradando um dos últimos pontos do estado de São Paulo onde ainda se encontra Mata Atlântica com cobertura nativa: a Estação Ecológica da Juréia, que fica a poucos quilômetros do local onde serão instaladas as chaminés da usina.

“Principalmente nas regiões que estão cobertas com vegetação nativa haverá uma degradação da qualidade do solo. As plantas são maltratadas tanto pelo empobrecimento do solo quanto pelos danos aos seus tecidos. A tendência é que as florestas sejam bastante afetadas, como já aconteceu em outros lugares do mundo. Morrem muitas árvores e ficam degradadas as florestas por causa deste ataque químico”, explica a professora Sonia.

O presidente da Gastrading, Alexandre Chiofetti, diz que o projeto segue rigorosamente a legislação. Ele afirma que contratou uma empresa para fazer o projeto de licença ambiental e nega que a termelétrica possa provocar dano ao meio ambiente ou à saúde.

“A chuva ácida não aparece no projeto porque não é o que se observa. Todas as simulações que foram feitas dentro do escopo do projeto não apresentaram este efeito. Não vai alterar a qualidade do ar, que continua boa e a melhor possível dentro de todos os requisitos”, garante Chiofetti.

Apesar das controvérsias, o projeto está avançando com rapidez e foi isso que chamou a atenção do Ministério Público Federal. O procurador da República Yuri Corrêa da Luz estranha a velocidade com que o projeto está correndo com o aval da Cetesb, a Companhia Ambiental do Estado de São Paulo. Yuri diz que projetos muito menores costumam ter um processo de licença ambiental muito mais lento e cuidadoso:

“Este empreendimento envolve um investimento econômico muito grande. Este interesse econômico, aliado a supostos interesses da política local de fazer este empreendimento vingar, pode ser o que explique a celeridade que está sendo impressa a este projeto. O fato que é muito estranho que um empreendimento deste tamanho, muito mais complexo do que a média, esteja andando tão rápido. Para se ter uma ideia, as audiências públicas foram marcadas todas uma depois da outra em espaço de um dia”, constata o procurador.

A Cetesb afirma que o licenciamento da usina está sendo devidamente conduzido por meio de um Estudo/Relatório de Impacto Ambiental e que as audiências públicas estão obedecendo o rito estabelecido pela lei.

O post Ministério Público Federal investiga licença ambiental da Termoelétrica apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/08/ministerio-publico-federal-investiga-licenca-ambiental-da-termoeletrica/feed/ 0
Revisão do Plano Diretor tem novo calendário. Confira as datas das reuniões. http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/revisao-do-plano-diretor-tem-novo-calendario-confira-as-datas-das-reunioes/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/revisao-do-plano-diretor-tem-novo-calendario-confira-as-datas-das-reunioes/#respond Tue, 25 Jul 2017 14:32:06 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4372 O Plano Diretor é o instrumento básico da política de desenvolvimento do Município. Sua principal finalidade é orientar a atuação do poder público e da iniciativa privada na construção dos espaços urbano e rural na oferta dos serviços públicos essenciais, visando assegurar melhores condições de vida para a população. Documentos para leitura e entendimento sobre […]

O post Revisão do Plano Diretor tem novo calendário. Confira as datas das reuniões. apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
O Plano Diretor é o instrumento básico da política de desenvolvimento do Município. Sua principal finalidade é orientar a atuação do poder público e da iniciativa privada na construção dos espaços urbano e rural na oferta dos serviços públicos essenciais, visando assegurar melhores condições de vida para a população.

Documentos para leitura e entendimento sobre o Plano Diretor

Lei Complementar Nº 100 de 2007

Plano Diretor Comentado

Metodologia das Assembléias

 

O post Revisão do Plano Diretor tem novo calendário. Confira as datas das reuniões. apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/revisao-do-plano-diretor-tem-novo-calendario-confira-as-datas-das-reunioes/feed/ 0
Escola José Batista Campos, no Caraguava, está com matrículas abertas para Ensino de Jovens e Adultos http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/escola-jose-batista-campos-no-caraguava-esta-com-matriculas-abertas-para-ensino-de-jovens-e-adultos/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/escola-jose-batista-campos-no-caraguava-esta-com-matriculas-abertas-para-ensino-de-jovens-e-adultos/#respond Wed, 19 Jul 2017 22:35:59 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4369 Matrículas abertas para este 2º sem/17 na E. E. José Batista Campos Rua Benedito Anderson Libert, 50 – Jd. Caraguava (Atrás da Igreja Católica) Informações: (13)3455-5880 / 3455-3207   Educação para Jovens e Adultos ( EJA)  A Educação para Jovens e Adultos (EJA) é uma forma de ensino da rede pública no Brasil, com o […]

O post Escola José Batista Campos, no Caraguava, está com matrículas abertas para Ensino de Jovens e Adultos apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Matrículas abertas para este 2º sem/17 na E. E. José Batista Campos
Rua Benedito Anderson Libert, 50 – Jd. Caraguava (Atrás da Igreja Católica)
Informações: (13)3455-5880 / 3455-3207

 

Educação para Jovens e Adultos ( EJA) Educação para Jovens e Adultos ( EJA)

A Educação para Jovens e Adultos (EJA) é uma forma de ensino da rede pública no Brasil, com o objetivo de desenvolver o ensino fundamental e médio com qualidade, para as pessoas que não possuem idade escolar e oportunidade. É importante lembrar que a educação de jovens e adultos está tendo uma preocupação maior atualmente.

A iniciativa faz parte das várias pesquisas financiadas pela coordenação Nacional de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) até 2009.

Os alunos do EJA são geralmente trabalhadores/as, empregados/as e desempregados/as que não tiveram acesso à cultura letrada.O que acontece é que existem grandes disparidades entre ricos e pobres. De acordo com estudos realizados, a população pobre encontra-se em desvantagem principalmente ao se tratar de jovens e adultos.

Os educadores para fazerem parte do corpo docente do EJA devem ter uma formação inicial, além de contribuírem de forma relevante para o crescimento intelectual do indivíduo, realizando o exercício de cidadania.

O post Escola José Batista Campos, no Caraguava, está com matrículas abertas para Ensino de Jovens e Adultos apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/escola-jose-batista-campos-no-caraguava-esta-com-matriculas-abertas-para-ensino-de-jovens-e-adultos/feed/ 0
Uma possível solução para a embrulhada do Garça Vermelha? http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/uma-possivel-solucao-para-embrulhada-do-garca-vermelha/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/uma-possivel-solucao-para-embrulhada-do-garca-vermelha/#respond Thu, 13 Jul 2017 17:43:26 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4355 Um novo conceito de construção vertical vem invadindo o mercado de arquitetura de alto nível – as florestas verticais – edifícios projetados para serem 100% sustentáveis e que abrigam em sua arquitetura uma espécie de reflorestamento, onde árvores e vegetação são incorporadas à construção. O surpreendente, o EDITT Tower, em Singapura, por exemplo, é referência […]

O post Uma possível solução para a embrulhada do Garça Vermelha? apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Um novo conceito de construção vertical vem invadindo o mercado de arquitetura de alto nível – as florestas verticais – edifícios projetados para serem 100% sustentáveis e que abrigam em sua arquitetura uma espécie de reflorestamento, onde árvores e vegetação são incorporadas à construção.

O surpreendente, o EDITT Tower, em Singapura, por exemplo, é referência em design ecológico. Financiado pela Universidade Nacional de Singapura, metade da sua superfície é coberta por vegetação, o que melhora a biodiversidade do local e contribui para a reabilitação do ecossistema da cidade, já que sua disposição gera um sistema de ventilação natural e de biogás, que combinados com os painéis fotovoltaicos diminui a necessidade do uso de equipamentos elétricos, por exemplo).

A eficiência está também no uso sustentável da água. Localizado em uma cidade famosa pelos aguaceiros, o empreendimento conta com um sistema de captação de água da chuva que alimenta 55% da sua necessidade.

Outro exemplo, o Bosco Verticali, em Milão, Itália, é formado por torres que medem 367m de altura, que juntas somam a capacidade de receber 480 árvores de grande e médio porte, 250 árvores de pequeno porte, 11.000 de solo-cobertura e 5.000 arbustos. O que equivale a 2,5 hectares de floresta!

As Torres também abrigarão apartamentos que não terão a necessidade de uso de climatizadores artificiais e produzirão, com suas águas cinzas, a maior parte da irrigação das plantas. Além disso os sistemas de energia eólica e fotovoltaica irão contribuir, juntamente com o microclima referido para aumentar o grau de auto-suficiência energética das duas torres.

 

O post Uma possível solução para a embrulhada do Garça Vermelha? apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/uma-possivel-solucao-para-embrulhada-do-garca-vermelha/feed/ 0
Tartaruga-verde é devolvida ao mar em Peruíbe http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/tartaruga-verde-e-devolvida-ao-mar-em-peruibe/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/tartaruga-verde-e-devolvida-ao-mar-em-peruibe/#respond Thu, 13 Jul 2017 16:08:10 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4348 Uma tartaruga-verde ( Chelonia mydas ) foi devolvida ao mar, na manhã do último sábado, dia 08 de julho. Após ser resgatada  estado de saúde grave, a tartaruga passou por tratamento no Aquário Municipal de Peruíbe, na praia do Centro. A soltura foi acompanhada por moradores e visitantes que, junto com a soltura, participaram de […]

O post Tartaruga-verde é devolvida ao mar em Peruíbe apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>

Uma tartaruga-verde ( Chelonia mydas ) foi devolvida ao mar, na manhã do último sábado, dia 08 de julho. Após ser resgatada  estado de saúde grave, a tartaruga passou por tratamento no Aquário Municipal de Peruíbe, na praia do Centro.
A soltura foi acompanhada por moradores e visitantes que, junto com a soltura, participaram de uma ação educativa ambiental.

Segundo o biólogo Thiago Nascimento, do Aquário de Peruíbe, no dia 15 de junho o animal foi encontrado na praia do Costão, próximo as pedras e tinha dificuldade para nadar. Os guarda-vidas utilizaram uma moto aquática e conseguiram resgatar a tartaruga. Anna Carolina, bióloga do Aquário, recebeu o animal, realizou os primeiros atendimentos e acionou a equipe do Gremar, que tem uma base de estabilização em Itanhaém.

“Foi constatado que ela (tartaruga) sofreu um trauma. Ela pode ter se enroscado em uma rede e conseguiu escapar ou até devido ao mar estar agitado, ela acabou tendo dificuldade para respirar e isso fez com que ela ficasse com dificuldade de nadar também. Se ela não tivesse sido resgatada, ela poderia ter aparecido morta na praia. Mas, deu para reverter o quadro de afogamento com o tratamento”, falou Thiago.

Nesta semana, os veterinários do Gremar observaram que a tartaruga estava respondendo ao tratamento, que estava se alimentando e estava apta para soltura. Por isso, junto com a equipe do Aquário de Peruíbe, resolveram devolvê-la ao mar. “Ela foi solta em frente ao Aquário junto com uma atividade de educação ambiental. Teve uma palestra e as pessoas acompanharam a soltura”, disse ele.

Como uma espécie classificada como espécie ameaçada pela IUCN e CITES, a tartaruga-verde é protegida contra a exploração, na maioria dos países. É ilegal a coleta, dano ou matá-las. Além disso, muitos países têm leis e decretos para proteger suas áreas de nidificação. No entanto, as populações de tartarugas ainda estão em perigo por causa de diversas práticas humanas. Em alguns países, as tartarugas e seus ovos são caçados para alimento. Poluição indireta prejudica as tartarugas, tanto na população e à dimensão individual. Muitas tartarugas morrem em conseqüência de terminarem nas redes de pescadores. Finalmente a destruição de habitat devido ao desenvolvimento do setor imobiliário é uma grande fonte de perda de praias de nidificação.

Foto: Lelo Fotógrafo

O post Tartaruga-verde é devolvida ao mar em Peruíbe apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/tartaruga-verde-e-devolvida-ao-mar-em-peruibe/feed/ 0
Câmara Municipal inicia aprovação do COMCITI – Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-municipal-inicia-aprovacao-do-comciti-conselho-municipal-de-ciencia-tecnologia-e-inovacao/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-municipal-inicia-aprovacao-do-comciti-conselho-municipal-de-ciencia-tecnologia-e-inovacao/#respond Wed, 12 Jul 2017 16:09:49 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4343 A Câmara Municipal de Peruíbe inicia nessa quarta, 12/07, os trâmites para a aprovação da criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da cidade. O Conselho deverá ser formado por representantes de vários setores da cidade, entre eles ACEP, Prefeitura Municipal, entidades de educação particulares e públicas e organizações não governamentais, que deverão […]

O post Câmara Municipal inicia aprovação do COMCITI – Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
A Câmara Municipal de Peruíbe inicia nessa quarta, 12/07, os trâmites para a aprovação da criação do Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação da cidade.
O Conselho deverá ser formado por representantes de vários setores da cidade, entre eles ACEP, Prefeitura Municipal, entidades de educação particulares e públicas e organizações não governamentais, que deverão reunir-se periodicamente e terão a competência de formular, propor, avaliar e fiscalizar ações e políticas públicas voltadas ao desenvolvimento técnico-científico, a partir de iniciativas governamentais ou em parceria com agentes privados, preservando o interesse público, tendo a inovação como fator fundamental para o desenvolvimento de Peruíbe.

Considerando a enorme carência de horizontes de desenvolvimento para a cidade, a criação do COMCITI traz a possibilidade de articulação de novas perspectivas em termos de desenvolvimento econômico e social. O inegável crescimento das empresas de serviços de tecnologia e o avanço em áreas da ciência como biotecnologia e tecnologia para conservação ambiental, além do próprio turismo, faz com que uma instância criada para “pensar” a cidade nesse setor seja fundamental e, sendo bem direcionada, deverá render bons frutos.

Os Conselhos de Tecnologia já são realidades em muitas cidades do País, e têm contribuído muito com o desenvolvimento econômico, melhoria dos serviços públicos e têm facilitado bastante a articulação dos municípios com os órgãos estaduais e federais da área.

O projeto do COMCITI de Peruíbe é uma inciativa conjunta do mandato do vereador Rodrigo Silva, presidente da Câmara Municipal, ACEP, AEP e Prefeitura Municipal.

O post Câmara Municipal inicia aprovação do COMCITI – Conselho Municipal de Ciência, Tecnologia e Inovação apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-municipal-inicia-aprovacao-do-comciti-conselho-municipal-de-ciencia-tecnologia-e-inovacao/feed/ 0
Câmara de Peruíbe homenageia Coral do Servidor pelos 10 anos http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-de-peruibe-homenageia-coral-do-servidor-pelos-10-anos/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-de-peruibe-homenageia-coral-do-servidor-pelos-10-anos/#respond Tue, 11 Jul 2017 21:06:31 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4330 A Câmara Municipal de Peruíbe, através do vereador Tom Gaspar, homenageou na noite de ontem, dia 10 de julho, o Coral do Servidor da Prefeitura de Peruíbe. Na oportunidade os vereadores ofertaram um placa comemorativa da passagem desses 10 anos do Coral. O Coral do Servidor começou em 2007, como uma iniciativa da EGASP – […]

O post Câmara de Peruíbe homenageia Coral do Servidor pelos 10 anos apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
A Câmara Municipal de Peruíbe, através do vereador Tom Gaspar, homenageou na noite de ontem, dia 10 de julho, o Coral do Servidor da Prefeitura de Peruíbe. Na oportunidade os vereadores ofertaram um placa comemorativa da passagem desses 10 anos do Coral.
O Coral do Servidor começou em 2007, como uma iniciativa da EGASP – Escola de Governo do Servidor Público Municipal, e sempre se propôs a contribuir com uma melhor qualidade de vida do Servidor Público Municipal de Peruíbe, proporcionando desenvolvimento e aprimoramento musical e cultural dos mesmos, além de estimular a promoção de um ambiente de trabalho mais agradável, através da música e do canto de Coral.

O projeto tem como objetivos desenvolver a sensibilidade artística como proposta integrada que permeia o desenvolvimento do potencial pessoal, humano e social do participante; estimular o prazer de ouvir, fazer e conhecer música; propiciar ao participante a possibilidade de formas diversas de expressão interligadas pela linguagem musical, corporal, instrumental e do imaginário no intuito de desenvolver faculdades latentes ou já manifestadas de seu potencial humano; desenvolver qualidades especificamente musicais importantes para o desenvolvimento global humano: percepção auditiva ( melódica, harmônica e ambiente circundante), uso da voz: (timbre, altura, intensidade e duração), senso rítmico, habilidades motoras, percepção das formas musicais primárias entre outras.

O Coral do Servidor de Peruíbe é dirigido pelos professores Maestro Sergio da Silva e Maestrina Elizete da Silva, e no próximo dia 19 de agosto deverá se apresentar no Canal da Música, em Curitiba, como atração do Festival Internacional de Corais 2017.

O post Câmara de Peruíbe homenageia Coral do Servidor pelos 10 anos apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/07/camara-de-peruibe-homenageia-coral-do-servidor-pelos-10-anos/feed/ 0
Finlândia: bioeconomia moldando o futuro http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/finlandia-bioeconomia-moldando-o-futuro/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/finlandia-bioeconomia-moldando-o-futuro/#respond Wed, 28 Jun 2017 18:06:04 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4323 Imagine roupas feitas de madeira, plástico feito de árvores e combustível de automóveis expelido por micróbios. Apesar de parecer coisa de ficção científica, esta tecnologia já se encontra a nossa disposição nos dias de hoje – e grande parte dela foi desenvolvida na Finlândia. Esta tecnologia incrível vem da bioeconomia. Saiba o que o termo […]

O post Finlândia: bioeconomia moldando o futuro apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Imagine roupas feitas de madeira, plástico feito de árvores e combustível de automóveis expelido por micróbios. Apesar de parecer coisa de ficção científica, esta tecnologia já se encontra a nossa disposição nos dias de hoje – e grande parte dela foi desenvolvida na Finlândia.

Esta tecnologia incrível vem da bioeconomia.

Saiba o que o termo significa

Segundo a professora Anne-Christine Ritschkoff, bioeconomia “é um sistema socioeconômico que considera todo o cnojunto de processos industriais, empregos e bem-estar”. Ritschkoff é chefe do departamento de investigação estratégica no Centro de Pesquisa Técnica da Finlândia, o VTT. Especialista de renome mundial em bioeconomia, ela diz que o assunto não trata apenas da sustentabilidade do meio ambiente, mas da sustentabilidade de toda a economia. “A definição é muito rigorosa”, diz ela, “é uma alternativa à dependência ao petróleo.”

No que diz respeito ao desenvolvimento de uma bioeconomia, há muita coisa nova acontecendo nas comunidades científicas e empresariais de todo o mundo. Os especialistas concordam que esta é a nova onda da economia global, e que seu sucesso depende da criação de novas tecnologias e de inovação. A Finlândia mantém posição de liderança nesta área no que diz respeito a pesquisa e utilização.

Recursos humanos e naturais

Um projeto coordenado do VTT chamado Algida, explora o uso de algas na produção de biocombustível.

Um projeto coordenado do VTT chamado Algida,
explora o uso de algas na produção de biocombustível.
Foto: VTT

A importância da Finlândia no desenvolvimento da bioeconomia, se dá pelo fato de o país possuir tanto os recursos naturais quanto os recursos humanos necessários para que isto seja possível. A bioeconomia é baseada na biomassa, material vegetal facilmente renovável e resíduos de origem animal que podem ser utilizados na fabricação e na industrialização. A melhor fonte de biomassa da Finlândia são as florestas que cobrem 75 por cento da área terrestre do país. Há também uma enorme equipe de especialistas altamente qualificados e treinados, incluindo cientistas e especialistas em TIC, que são profissionais de fundamental importância para criar novos processos de desenvolvimento de produtos.

Os benefícios da bioeconomia vêm sendo destacados por um número crescente de casos de sucesso. A bem estabelecida indústria papeleira tem como preocupação fundamental evitar o uso excessivo dos recursos florestais, replantando regularmente. O xilitol, um açúcar que, na verdade, ajuda a prevenir a cárie dentária, é derivado das bétulas (uma das árvores mais encontradas na flora finlandesa) e já vem sendo produzido no país há 40 anos. Um exemplo mais moderno é o biocombustível St1, combustível para automóveis produzido a partir de resíduos biológicos. Na produção de tintas, colas e borracha também utiliza-se a biomassa, tornando estes produtos mais seguros e mais duráveis.

Um produto em desenvolvimento com grande potencial é a celulose obtida a partir da madeira. Têxteis feitos deste material são melhores, mais resistentes e fáceis de produzir do que o algodão. Na verdade, no futuro você poderá ter roupas feitas de madeira. Este tipo de celulose também pode ser usada na fabricação de um novo tipo de plástico, a partir do qual você pode fazer de tudo, desde brinquedos infantis até embalagens para alimentos e remédios. O plástico produzido pela celulose pode ser biodegradável ou de longa duração, dependendo da sua finalidade. O chamado bioplástico provavelmente desempenhará um grande papel no futuro.

“Poderíamos até ter um carro 100 por cento construído com base biológica no futuro”, diz Ritschkoff. Imagine um carro totalmente reciclável, que funcionará a base de combustível feito exclusivamente a partir de resíduos.

Bioeconomia verdadeiramente sustentável

A empresa florestal UPM vem se estabelecendo no mercado de biocombustíveis com um diesel a base de madeira, chamado BioVerno.

A empresa florestal UPM vem se estabelecendo no mercado de biocombustíveis com um diesel a base
de madeira, chamado BioVerno.
Foto: UPM

Há pessoas trabalhando hoje para que isso aconteça. É muito provável que toda a nossa vida se torne interligada a bioeconomia a partir do momento em que, tudo o que comermos, comprarmos e usarmos tiver sido produzido a partir da biomassa.

A estratégia da Finlândia para a bioeconomia visa aumentar a produção atual de 60 bilhões de euros para 100 bilhões de euros até 2025, e, no processo, criar diversos novos empregos e ajudar a impulsionar a economia nacional. Há um enorme potencial para que isso aconteça: em toda a Europa, a bioeconomia já vale mais de dois trilhões de euros por ano e vai continuar a crescer rapidamente. No entanto, ainda há muito o que fazer para ser bem sucedido a longo prazo, incluindo a formação de novos cientistas e o estímulo a novos negócios.

O mercado atual não vem utilizando a nova tecnologia tão bem quanto poderia porque a Finlândia não possui número suficiente de empreendedores. “Precisamos de mais empresas de médio porte”, diz Ritschkoff. “Eles têm os recursos que permitem o investimento unido ao crescimento.”

As idéias e a tecnologia estão aí, a questão agora é quem irá usá-las para ajudar a construir o sucesso de uma bioeconomia verdadeiramente sustentável.

O post Finlândia: bioeconomia moldando o futuro apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/finlandia-bioeconomia-moldando-o-futuro/feed/ 0
Smart Tourism” – turismo numa cidade inteligente http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/smart-tourism-turismo-numa-cidade-inteligente/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/smart-tourism-turismo-numa-cidade-inteligente/#respond Tue, 27 Jun 2017 16:40:15 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4316 Por Miguel de Castro Neto  Cruzando duas tendências que neste momento florescem em todo o mundo – turismo e cidades inteligentes – vale a pena identificar oportunidades e desafios no sentido de refletir como pode a inteligência urbana sustentar um turismo diferenciador, assegurando paralelamente a qualidade de vida de quem vive e trabalha nas cidades. […]

O post Smart Tourism” – turismo numa cidade inteligente apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Por Miguel de Castro Neto

 Cruzando duas tendências que neste momento florescem em todo o mundo – turismo e cidades inteligentes – vale a pena identificar oportunidades e desafios no sentido de refletir como pode a inteligência urbana sustentar um turismo diferenciador, assegurando paralelamente a qualidade de vida de quem vive e trabalha nas cidades.

Sendo uma das características intrínsecas a qualquer atração turística a existência de patrimônio material e imaterial, que se traduz numa riqueza de locais, datas e acontecimentos, cujo potencial de criação de experiências únicas para quem as visita é inegável, as tecnologias de que hoje dispomos, presentes nas denominadas cidades inteligentes, podem ser o diferencial nesse processo.

Atualmente, a tecnologia permite criar aplicações que promovem, simultaneamente, visitação de qualidade e uma melhor monitorização e gestão destes espaços, adotando métricas que, ao invés de apenas contabilizar o número de visitas, avaliam de forma objetiva o valor criado por cada turista que nos visita.

Na perspectiva do turista, e tentando explorar as possibilidades hoje disponíveis, podemos pensar que:

  • O turista quando chega ao seu destino já conhece não apenas o hotel onde vai ficar e os serviços que mesmo oferece, mas também os pontos turísticos envolventes, a oferta e programação cultural que acontecem na cidade durante a sua estadia e o comércio local identitário. Isto porque, ao fazer a reserva, o hotel enviou-lhe uma mensagem de boas vindas com indicação da app que poderia instalar onde, entre outras funcionalidades, encontra a informação referida;
  • Existiria acesso permanente do turista à internet no seu Smartphone, podendo assim usufruir das vantagens oferecidas pelas aplicações disponíveis para apoiar a sua visita, pois uma das contrapartidas da taxa turística seria a oferta do acesso à rede Wi-Fi da cidade durante a sua estadia;
  • Por último, estando garantido o acesso à internet e a partilha de dados entre os vários atores, seria possível dar resposta ao crescimento do turismo e respectiva concentração num número reduzido de locais, com as consequentes filas de espera e más experiências de visitação. Através da criação de aplicações em que compramos antecipadamente o bilhete (com marcação de dia e hora da visita) e onde informamos em tempo real o turista da procura existente nas diferentes atrações turísticas, propondo visitas alternativas na proximidade, caso a atração que pretenda visitar esteja com excesso de procura.

Numa perspectiva das empresas, a existência do ecossistema referido acima, iria permitir:

  • Ao hotel, identificar o cliente no momento em ele entra, dispensando as tradicionais burocracias associadas ao check-in, e oferecer na sua própria app não apenas a descrição dos serviços que disponibiliza, mas também a sua compra (por exemplo o cliente está na piscina e utiliza a app para consultar a lista e encomendar uma bebida e um snack). Em paralelo, o hotel poderia realizar ações de marketing personalizado em função das reais preferências de cada cliente e do local em que se encontra a todo o tempo da sua estadia;
  • Os comerciantes poderiam realizar ações de marketing personalizadas que entrariam em conta, não apenas com as características do turista e o seu comportamento de visitação, mas também com o local onde ele se encontra. Desta forma permitiria, por exemplo, oferecer uma promoção instantânea de duração limitada quando passa pela porta de uma Loja Histórica. Estas ações devem ser realizadas com as devidas salvaguardas que o CRM analítico hoje possibilita de identificarmos perfis e padrões de comportamento visando garantir que enviamos poucas, mas certeiras, propostas de valor;
  • Com base nos dados recolhidos pelas aplicações, os gestores de patrimônio – como por exemplo museus, galerias, parques, etc. – ficariam a conhecer melhor os hábitos e preferências dos turistas. Poderiam também realizar ações de promoção personalizadas e georeferenciadas para uma expansão da procura para além dos locais “tradicionais” (muitas vezes associados a más experiências de visitação decorrentes do excesso de procura) para os inúmeros locais únicos que, apesar de próximos,permanecem desconhecidos de quem nos visita.

Na perspectiva do cidadão, a melhoria da capacidade de gestão da procura e oferta turística iria permitir:

  • Gerir de forma mais eficiente os fluxos dos turistas em determinadas zonas da cidade, permitindo criar as infraestruturas necessárias para os receber e distribuir espacialmente os grupos e visitação em tempo real, reduzindo os picos de turistas;
  • Aos moradores são dadas novas oportunidades de negócios através do conhecimento produzido com base nos dados gerados (por exemplo saber que num determinado momento está um grupo de turistas da classe X, oriundos do país Y na rua Z);
  • Capacitar uma abordagem integrada para o planeamento e gestão territorial capaz de resistir às transfigurações da cidade provocadas por grandes quantidades de turistas num espaço que era apenas conhecido e utilizado pelos seus moradores.

Um dos principais pilares deste modelo é a existência de uma política transversal de dados abertos, envolvendo a administração pública e as empresas, que salvaguardando questões de segurança e privacidade, liberte os dados que tornam possível a construção desta nova realidade.

Neste novo paradigma, quem tem responsabilidades em garantir a prestação de serviços ao cidadão e assegurar a gestão das infraestruturas da cidade, passa a ter um conhecimento aprofundado dos fenomenos associados à presença dos turistas (quantos são, quem são, por onde andam, o que visitam e quando o fazem, o que consomem, etc.).

Para além de melhor gerir o território, esta nova capacidade promove uma verdadeira transformação digital da forma como podemos melhorar a experiência de quem nos visita, criando um ambiente dinâmico que responde em tempo real, em função das características do turista, onde está e o que procura. Esta capacidade de gerir a cidade com base em informação permitirá, também e não menos importante, assegurar a preservação da qualidade de vida de quem vive e trabalha na cidade.

Para terminar, tirando partido destas duas tendências (turismo e cidades inteligentes) e combinando conectividade livre e universal com políticas de dados abertos, temos o ambiente perfeito para que empreendedores e start-ups possam criar apps “Smart Destinations” que sejam capazes de oferecer a quem visita as nossas cidades e vilas uma experiência única, rica em informação e potencializadora da atividade das empresas de produtos e serviços locais, criando emprego e riqueza para todos.

Nesse sentido e a título exemplificativo das potencialidades que apresentei, partilho duas aplicações de startups portuguesas que já hoje estão a construir o Smart tourism e cujo percurso aconselho a seguir, pois correm um sério risco de se tornarem um sucesso nacional e internacional:

CoolGuide4You (http://www.coolguide4you.com) que permite aos hotéis oferecer aos seus clientes uma melhor experiência quando visitam uma cidade, juntando numa única app os serviços do hotel e a oferta da cidade;

SMIITY – Smart Interactive City (http://smiity.com), uma app que disponibiliza conteúdo específico e contextual quando o utilizador está próximo de um Beacon, permitindo não perder nada do que se passa à sua volta (eventos, natureza, cultura, gastronomia, etc.).

Miguel de Castro Neto é professor da Universidade Nova de Lisboa e coordena uma pós-graduação na Information Management School (IMS). Foi Secretário de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza entre 2013 e 2015, no XIX Governo Constitucional. Em março recebeu o prémio de Personalidade do Ano pela Green Business Week.

O post Smart Tourism” – turismo numa cidade inteligente apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/smart-tourism-turismo-numa-cidade-inteligente/feed/ 0
A PARTIR DESSA SEMANA PERUÍBE É A CAPITAL DA UFOLOGIA NO BRASIL http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/partir-dessa-semana-que-vem-peruibe-e-capital-da-ufologia-no-brasil/ http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/partir-dessa-semana-que-vem-peruibe-e-capital-da-ufologia-no-brasil/#respond Wed, 21 Jun 2017 18:16:51 +0000 http://www.maisperuibe.com.br/?p=4311 Dias 23 24 e 25 acontecem em Peruíbe o 12º Encontro Ufológico, encontro que é promovido pela revista UFO e que costuma trazer o que há de melhor em termos de conferencistas selecionados pelo seu Conselho Editorial em várias partes do Brasil e do exterior. Este ano o Encontro contará com a presença des Travis […]

O post A PARTIR DESSA SEMANA PERUÍBE É A CAPITAL DA UFOLOGIA NO BRASIL apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
Dias 23 24 e 25 acontecem em Peruíbe o 12º Encontro Ufológico, encontro que é promovido pela revista UFO e que costuma trazer o que há de melhor em termos de conferencistas selecionados pelo seu Conselho Editorial em várias partes do Brasil e do exterior.

Este ano o Encontro contará com a presença des Travis Walton, americano que celebridade internacional desde que foi abduzido, e autor do livro “Fogo no Céu”, que conta detalhadamente sua experiência. Ele é o mais conhecido abduzido da história, o homem que teve uma experiência de cinco dias a bordo de um disco voador, nas mãos de seres extraterrestres e hoje conta sua história ao redor do mundo.

No sábado (24) se comemora o aniversário da Era Moderna dos Discos Voadores ou da Ufologia, disciplina que estuda o Fenômeno UFO desde 24 de junho de 1947, ou seja, há 70 anos.

12º Encontro terá celebridade internacional

Travis Walton, certamente se sentirá à vontade em um local com tamanha quantidade de ocorrências ufológicas. Seu livro “Fogo no Céu” é uma obra imperdível e está disponível no site http://www.ufo.com.br/loja/biblioteca/ver/fogo-no-ceu

Seu caso se deu a noite de 05 de novembro de 1975, quando foi abduzido por um UFO na Floresta Nacional de Apache Sitgreaves, no Arizona, sob o olhar dos seus companheiros, reaparecendo somente após cinco dias de buscas intensas.

Você pode saber mais sobre o estranho caso de Travis Walton em seu site http://www.travis-walton.com/

Peruíbe e a Ufologia

Peruíbe e a região da Juréia sempre fooram cercadas por histórias fantásticas, quase sempre com a presença de objetos voadores, como as “Bolas de Fogo” do Pogoçá, ou a Porta de Pedra, ou o Gigante Branco das florestas do Guaraú.
Segundo os antigos moradores da cidade, registros de avistamentos de OVNI’s existem desde o começo do século 20 e estranhas explosões são até hoje ouvidas por quem anda pela selva da região.

Uma busca pela associação peruíbe/ovni no google retornará quase 6.000 resultados, o que mostra que o título de Capital Nacional da Ufologia, pelo menos nessa semana, é de Peruíbe.

Serviço:

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES: www.ufoperuibe.com.br

O post A PARTIR DESSA SEMANA PERUÍBE É A CAPITAL DA UFOLOGIA NO BRASIL apareceu primeiro em Mais Peruibe.

]]>
http://www.maisperuibe.com.br/2017/06/partir-dessa-semana-que-vem-peruibe-e-capital-da-ufologia-no-brasil/feed/ 0