Mais Peruibe

Cidadão

Fase Vermelha – Peruíbe terá praias com restrições em atendimento ao decreto estadual

A Prefeitura de Peruíbe anunciou na manhã desta segunda-feira, 25, que “seguirá integralmente” a reclassificacão para a fase vermelha intercalada com a laranja do Plano São Paulo. A cidade é a quinta da Baixada Santista a confirmar que irá aderir totalmente à determinação estadual de recuo de fase, a partir desta segunda-feira, 25. Além disso, a cidade também vai endurecer as normas de permanência nas praias nos períodos de fase vermelha.

Para conter a escalada de infecções por covid-19, com o vírus matando uma pessoa a cada seis minutos em SP e taxa de ocupação de UTIs acima de 70% no estado, o governo Paulista recuou todas as regiões do estado para as fases vermelha ou laranja do Plano São Paulo em reclassificação extraordinária realizada no Palácio dos Bandeirantes, no início da tarde desta sexta-feira, 22.

Peruíbe se junta a Santos, Guarujá, São Vicente e Itanhaém que também anunciaram adesão ao recrudescimento das medidas restritivas.  Luiz Maurici declarou que a situação é grave e requer esforços coletivos. “A situação voltou a ser alarmante e muito preocupante. É preciso retroceder para poder voltar a avançar. O momento requer esforços e renúncias da nossa parte, para preservarmos e salvarmos o máximo de vidas. A vacina está chegando, com ela a esperança de superarmos e vencermos mais esse desafio”. 

A prefeitura também anunciou que, durante os períodos de fase vermelha, vai endurecer as normas de permanência nas praias. Ambulantes, guarda-sóis, barracas, cadeiras e outros ficarão terminantemente pribidos. Os quiosques poderão adotar o sistema de entrega a domicílio, ‘delivery’; ‘drive-thru’ ou retirada no estabelecimento comercial, porém, é proibida a entrega para consumo na faixa de areia e arredores.

Após o anúncio de Peruíbe, quatro cidades da Baixada ainda não confirmaram a adesão ao recuo de fase da região: Bertioga, Mongaguá, Praia Grande e Cubatão.

A prefeitura de Bertioga declarou que se pronunciará nesta segunda, 25; Mongaguá afirmou que estuda o caso; e as prefeituras de Praia Grande e Cubatão permanecem em silêncio.

Fase Vermelha

A fase vermelha é a mais restritiva do plano São Paulo. Nela, bares, restaurantes, shopping centers e comércio não essenciais são proibidos de funcionar. A Baixada Santista, assim como todo o estado, permanecerá na fase vermelha todos os dias da semana das 20h às 6h e durante os sábados e domingos. O recuo durará até 08 de fevereiro, quando deve haver uma nova reclassificação do Plano São Paulo por parte do governo estadual. 

Fase Laranja

Capacidade limitada de 40% de ocupação para todos os setores;

Funcionamento máximo de estabelecimentos de 8h;

Parques estaduais permitidos;

Proibição de atendimento presencial em bares; 

Atendimento presencial proibido em todos os estabelecimentos após as 20h;  

Pronunciamento da Prefeitura de Peruíbe na íntegra

Com o anúncio do Governo do Estado de São Paulo sobre novas restrições para conter o aumento de casos, internações e mortes em decorrência do coronavírus, Peruíbe seguirá integralmente a partir desta segunda-feira (25) a fase laranja, com restrições da vermelha em dias úteis, após as 20h, e integralmente aos finais de semana, como prevê o Plano São Paulo.

Na fase laranja, academias, salões de beleza, restaurantes, concessionárias, escritórios e parques estaduais podem funcionar por até oito horas diárias, com atendimento presencial limitado a 40% da capacidade e encerramento às 20h. O consumo local em bares está totalmente proibido.

Já a etapa mais rígida só permite o funcionamento normal em setores essenciais como farmácias, mercados, padarias, lojas de conveniência, bancas de jornal, postos de combustíveis, lavanderias e hotelaria. Demais comércios e serviços não essenciais só podem atender em esquema de retirada na porta, drive-thru e entregas por telefone ou aplicativos.

Além disso, em Peruíbe, conforme decreto municipal, na fase vermelha fica vedado todo e qualquer serviço na orla das praias, tais como: ambulantes, guarda-sóis, barracas, cadeiras e outros. Os quiosques poderão adotar o sistema de entrega a domicílio, ‘delivery’; ‘drive-thru’ ou retirada no estabelecimento comercial, porém, é proibida a entrega para consumo na faixa de areia e arredores.

O prefeito Luiz Mauricio (PSDB) considera que os casos da Covid-19, a taxa de ocupação de leitos e óbitos também aumentaram na Baixada Santista. “A situação voltou a ser alarmante e muito preocupante. É preciso retroceder para poder voltar a avançar. O momento requer esforços e renúncias da nossa parte, para preservarmos e salvarmos o máximo de vidas. A vacina está chegando, com ela a esperança de superarmos e vencermos mais esse desafio.”

Comentários

Recomendados

Mais Peruíbe - Tudo que você quer e muito mais.

Copyright © 2029 Mais Peruibe

Sobe