Mais Peruibe

Cidadão

Prefeito de Peruíbe apresenta plano para retomada gradual de atividades

O anúncio será feito pelo prefeito Luiz Mauricio (PSDB) em uma live (transmissão ao vivo pelas redes sociais) às 18h no Facebook e Instagram

O Prefeito de Peruíbe, Luiz Maurício, apresentará hoje a primeira versão de um plano de retomada gradual das atividades econômicas da cidade para depois do dia 31, quando deverá terminar a quarentena imposta pelo Estado por causa da pandemia de coronavírus. O anúncio será feito pelo prefeito Luiz Mauricio (PSDB) em uma live (transmissão ao vivo pelas redes sociais) às 18h no Facebook e Instagram. As informações foram prestadas, nesta segunda-feira (17) pelo chefe do Executivo.

Baseados em estudos técnicos e científicos, uma equipe da Prefeitura está elaborando a coordenação do retorno gradual e consciente das atividades comerciais no município, previsto para iniciar em junho.

O plano será realizado de forma participativa, através de reuniões e, também, por meio de colaboração da população com sugestões via ferramentas digitais. “Nosso objetivo é salvar o maior número de vidas possível e reduzir ao máximo os impactos econômicos na cidade”, garante o prefeito.

Pelo plano inicial, as atividades comerciais seriam divididas em “faixas”: um, dois, três e quatro. Os estabelecimentos com menor fluxo de pessoas reabririam antes, pois o risco de contágio é inferior. Por exemplo, comércio em geral teria faixa dois; hotéis, faixa três; casas noturnas, faixa quatro.

Segundo o prefeito, o objetivo é analisar semanalmente pré-requisitos para flexibilização das medidas de isolamento e retomada das atividades econômicas, por grupo de trabalho composto de representantes do Poder Executivo os segmentos da sociedade civil organizada, para a manutenção ou não da liberação das atividades comerciais. Havendo a piora dos índices, as medidas flexibilizadas poderão sofrer restrições imediatamente.

Um deles é o monitoramento do número de novos casos suspeitos nos últimos 14 dias. Outro, é que a taxa de ocupação de leitos seja inferior a 60%. “Não é flexibilização sem critérios, e nem volta à normalidade. Se aumentar o número de casos e de ocupação de leitos, será decretada novamente a restrição das atividades comerciais”.

Mauricio lembra que, os leitos da UPA da cidade não estão totalmente ocupados. E que os hospitais da região receberam incrementos nos últimos dias, o que possibilitou o aumento de seus leitos. O Hospital Regional de Itanhaém passará de 10 leitos de UTI para 30 e os leitos de enfermaria de 15 para 60. O aumento geral de leitos na nossa região chegará a marca de 350.

O prefeito destaca que, em parte, as datas e a velocidade da retomada das atividades econômicas dependerão de protocolos a serem cumpridos. E a necessidade de um “pacto coletivo” onde todos deverão assumir sua responsabilidade por meio de diálogo e transparência constante.

Comentários

Recomendados

Mais Peruíbe - Tudo que você quer e muito mais.

Copyright © 2029 Mais Peruibe

Sobe